Rihanna, a evolução da moda gestante, confira alguns looks

Como os looks de Rihanna sinalizam uma mudança na imagem e roupas para mulheres grávidas?

Épouco provável que você ainda não tenha visto alguma foto de Rihanna grávida. A cantora e empresária deixou sua gestação à mostra pela primeira vez no início de fevereiro, enquanto passeava com o parceiro, o rapper A$AP Rocky. De calça jeans de cintura baixa, usava um casaco esportivo rosa longo e desabotoado na região da barriga, adornada por colares longos de pérolas e pedras.

Desde então, não foram poucas as imagens – e looks – de Riri, seu boy e futuro baby. Ontem mesmo, só deu ela no desfile de inverno 2022 da Dior, em Paris. Para a ocasião, escolheu um vestido transparente, calcinha, sutiã e casaco de couro, tudo preto e, claro, tudo da grife francesa. Dias antes, em Milão, foi ao desfile da Gucci com um conjuntinho de calça de veludo, top estruturado e casaco de pelúcia roxo. Isso sem falar nos várias bodies com vazados frontais combinado à calça jeans, vestidos de malhas com cut-outs e os badulaques e body chains, que ela já usava antes da gestação, mas que agora ganha mais uma utilidade: enfeitar e evidenciar a barriga.

Há quem diga que Rihanna está fazendo uma revolução. “Ela tem mostrado que não é porque está grávida que sua personalidade mudou”, opina Carla Lemos, criadora da consultoria Modices e autora do livro Use a Moda a Seu Favor. “Isso acaba sendo um estímulo, porque temos poucas referências não convencionais de moda gestante. A cantora é importante para mostrar que grávida também pode ser high fashion.”

Essa não é a primeira vez que a cantora faz um statement sobre gestação. Em 2018, o casting do desfile Savage x Fenty, marca de lingerie de Rihanna, tinha uma modelo grávida com um conjunto revelador – tão grávida que, de acordo com o TMZ, ela deu à luz pouco depois do show. “Ela tirou essa perspectiva de que a mulher grávida é santa, casta. Como se ela não tivesse mais desejos nem mais vontade de se sentir sexy”, comenta Carla.

Outras mães famosas conseguiram caminhar por caminhos similares. Katy Perry continuou usando seus looks divertidos e coloridos mesmo enquanto esperava seu primeiro filho. Kim Kardashian também não abriu mão de roupas justas e sensuais durante a gestação de North. Porém, nem sempre as mulheres grávidas podem desfilar suas barrigas sem abrir mão da própria identidade.

“Antes, quando a mulher engravidava, ela abria mão da própria estética para virar mãe”, fala Fernanda Binotti, modelista e professora de modelagem da FAAP. “A sociedade faz essa transformação em que a mulher deixa de ser um indivíduo e se torna a mãe de alguém. Ela acaba assumindo esse papel e sendo cobrada por isso.”

Compartilhe nas Redes!

Chaprié Premium

Nossa revista digital com conteúdo exclusivo e edições temáticas, pensada especialmente para você e o universo digital. Você não precisa sair do site ou baixar qualquer app, é só fazer login deslumbrar-se de todo conteúdo feito com exclusividade!

Seja único. Seja Exclusivo. Seja Chaprié.

Exclusividade e luxo na Chaprié Premium

Outras matérias!